Atividade física e a sua simplicidade, análise e dicas!

Home / No breadcrumbs
Atividade física e a sua simplicidade, análise e dicas!

Atividade física e a sua simplicidade, análise e dicas!

Autor: Luís Pinto (Personal Trainer) É de conhecimento comum e aceitação unânime que a prática da atividade física traz diversos benefícios para a saúde e bem estar de um qualquer individuo. Mas será esta prática de atividade física é necessária nas crianças? A resposta é sim! Na atualidade, são diversos os cenários nos quais investimos o tempo das crianças, mas nem sempre o fazemos de forma proporcional às necessidades reais das mesmas. Com a velocidade do avanço tecnológico, as crianças estão cada vez mais ligadas à “rede” e aos ecrãs e a prática da atividade física é reduzida ao mínimo....

Cinoterapia: Contributos para o desenvolvimento

Autora: Joana Peixoto (Cinoterapeuta) O cão é o melhor amigo do Homem, é uma expressão mundialmente conhecida, mas será apenas mais um clichê? A comunidade científica tem apresentado diversas investigações que comprovam a veracidade desta expressão, corroborando o que muitos já haviam experienciado na relação com os seus animais de estimação. A Cinoterapia ou Terapia Assistida por Animais (TAA) caracteriza-se por uma intervenção terapêutica que integra o animal como elemento no processo de tratamento, visando promover um funcionamento físico, social, emocional e cognitivo. No âmbito da terapia, o animal pode desempenhar várias funções, tais como, agente motivador, reforçador de comportamentos,...

Desafios na inclusão e a importância do apoio em contexto educativo

Autora: Andreia Leal (Musicoterapeuta e Técnica de Intervenção Precoce) Vivemos atualmente num modelo de sistema educativo que pouco ou nada mudou nos últimos anos. Apesar de todas as alterações propostas por decretos de lei e diretivas para as escolas, a mudança continua a acontecer de forma lenta e muitas vezes mascarada por poucos recursos locais e desconhecimento dos envolvidos. É comum vermos turmas compostas por 20 a 25 crianças serem acompanhadas por 1 educador e 1 auxiliar de ação educativa, aos quais é pedido que elaborem e ponham em prática planos educativos, atividades de componente letiva individual e de grupo,...

Qual o papel do psicólogo nas Perturbações do Neurodesenvolvimento?

Qual o papel do psicólogo nas Perturbações do Neurodesenvolvimento?

Autora: Olga Madeira (Psicóloga) O neurodesenvolvimento e, de modo particular, as Perturbações do Neurodesenvolvimento, implicam na sua conceptualização vários ramos do saber, desde a Medicina (Pediatria do Desenvolvimento, Pedopsiquiatria; Neuropediatria), à Psicologia e às Terapias Convencionais (Terapia Ocupacional, Integração Sensorial, Terapia da Fala, Educação Especial, Psicomotricidade, Fisioterapia, Nutrição, …). Posto isto, está explícita a necessidade de uma abordagem multidisciplinar, tendo o psicólogo um papel preponderante ao nível da avaliação (cognitiva, socioemocional e comportamental), assim como auxiliar no diagnóstico diferencial para uma intervenção eficaz. O psicólogo assume um papel de relevância, não só ao nível da avaliação e diagnóstico, mas também...

O desfralde: a visão da Integração Sensorial por uma terapeuta ocupacional

O desfralde: a visão da Integração Sensorial por uma terapeuta ocupacional

Autora: Raquel Bártolo (Terapeuta Ocupacional) Os Terapeutas Ocupacionais (TO) são os profissionais de saúde que se dedicam a compreender e apoiar a participação e o envolvimento das pessoas nas suas ocupações diárias. A nível pediátrico a sua função é habilitar a criança a desempenhar, de forma satisfatória, as suas ocupações, de forma a promover a sua saúde e bem-estar. O TO avalia o desempenho da criança, encontra os fatores que influenciam positivamente e os que restringem a sua participação, e desenha um plano de intervenção individualizado de atividades significativas que permitam melhorar as suas capacidades e suportar o envolvimento nas...

Um olhar sobre a paralisia cerebral

Um olhar sobre a paralisia cerebral

Autora: Sara Eirinha (Fisioterapeuta) Paralisia cerebral (PC), nome, doença, incapacidade, diagnóstico, etc., cada um pode chamá-la de diferentes formas e vê-la por diferentes prismas. A minha visão técnica, terapêutica e humana leva-me a considerar incorreto afirmar que uma criança nunca será capaz de alcançar determinado objetivo, ou que o irá alcançar. Na minha prática clínica, tenho sempre o propósito de melhorar a qualidade vida da criança e aproveitar aquilo que de melhor o sistema nervoso tem para nos oferecer, a NEUROPLASTICIDADE (capacidade que o sistema nervoso tem de mudar, moldar e adaptar-se a nível estrutural e funcional, ao longo do...

Uma visão técnica da escrita manuscrita preensão de lápis

Uma visão técnica da escrita manuscrita preensão de lápis

Autora: Inês Rocha (Terapeuta Ocupacional) A evolução da tecnologia e o fácil acesso a dispositivos e plataformas eletrónicas tem levado a uma desvalorização da escrita à mão. A inclusão da tecnologia, cada vez mais cedo, na vida das crianças gera impactos positivos, nomeadamente um acesso muito alargado à informação e a promoção do conhecimento, mas também negativos. Numa visão de terapia ocupacional, identifica-se a diminuição das experiências sensório-motoras, do planeamento motor, da interação social, da capacidade de resolução de problemas e, posteriormente, ao nível da motricidade fina. Também afeta negativamente tarefas como desenhar e escrever que exigem maior ativação de...

Neurodesenvolvimento infantil: sinais de alerta na Perturbação do Espetro do Autismo

Neurodesenvolvimento infantil: sinais de alerta na Perturbação do Espetro do Autismo

Autora: Elsa Louro (Psicóloga) Num mês em que se assinala o Dia da Consciencialização do Autismo, este artigo pretende esclarecer sobre os sinais de alerta associados a esta perturbação do neurodesenvolvimento. O que é o neurodesenvolvimento infantil? Nos primeiros anos de vida, o sistema nervoso passa por constantes alterações a nível estrutural e funcional, tornando-se crucial a sua estimulação adequada para aquisição de um conjunto de competências inerentes a determinada idade e fase do desenvolvimento num conjunto de áreas: cognitiva, motora, sensorial, linguagem, social, emocional e comportamental. Embora associadas a uma idade média, as etapas do neurodesenvolvimento são acompanhadas por...

Como evitar ecrãs e estimular a linguagem do seu filho

Como evitar ecrãs e estimular a linguagem do seu filho

Autora: Sara Pimentel (Terapeuta da Fala) Como profissional que trabalha diretamente com famílias com filhos em idade pré-escolar, considero de extrema importância falarmos sobre o impacto que a exposição e o uso excessivo de ecrãs têm na aquisição e no desenvolvimento da linguagem oral e da fala da criança. A linguagem é o sistema através do qual o ser humano comunica as suas ideias e sentimentos, seja através da fala, da escrita ou de outros signos convencionais e esta, juntamente com a comunicação, desenvolve-se desde o nascimento passando por várias etapas.  Dos 0 aos 12 meses: esta é a fase “pré-linguística”. Aqui...